Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Logótipo do Grupo (Re)Conhecer os Narcóticos

 

Aqui está o logótipo que o nosso grupo criou para representar o objectivo do nosso projecto. Representa os problemas do mundo das drogas e o apoio do próximo para ajudar na luta contra esta problemática. É o símbolo representante do nosso trabalho.

 

Obrigado, Filipe Monteiro

 

Grupo (Re)Conhecer os Narcóticos

 

 

sinto-me:

publicado por domusperfectus às 19:52
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Abril de 2008

Luta contra a Toxicodependência

 

Aqui estão algumas das opiniões das pessoas a quem realizámos o inquérito. Terão os toxicodependentes ajuda suficiente para  se reintegrarem na sociedade? Serão eles capazes de ultrapassar o seu vício?

 

Obrigado, Filipe Monteiro

 

Grupo (Re)conhecer os Narcóticos

sinto-me: Curioso

publicado por domusperfectus às 12:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

"Ao sabor dos sons"

Olá! Estão aqui algumas das fotografias que tirámos durante a oficina que realizámos no dia 8 deste mês, em Serralves, com a turma do 2º ano da Pasteleira. A experiência que lhes proporcionámos foi, como já dissemos, a oficina "Ao sabor dos sons" e os participantes deliciaram dançar ao sabor dos sons.
Neste momento estamos a escrever os artigos sobre esta e outras actividade
s que realizámos ao longo do ano, assim como as conclusões a que chegámos.





Daremos notícias em breve,

o grupo (Re)Viver a Arte
sinto-me:

publicado por domusperfectus às 16:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Drogas- são aliciadas ou não?

Nestes gráficos podemos ver que a percentagem de alunos aliciados a consumir drogas é igual à percentagem de alunos que consomem drogas. Podemos então verificar uma relação entre os alunos aliciados e alunos que consomem.

 

Ainda quase um terço dos estudantes já consumiu droga. É necessário vermos que isto é alarmante e deve ser entendido como um problema.

 

Obrigado, Filipe Monteiro 

sinto-me: Inspirado

publicado por domusperfectus às 19:43
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Arte nos dias de hoje *

 

A arte é um rio cujas águas profundas irrigam a humanidade com um saber outro que não o estritamente intelectual e que diz respeito à interioridade de cada ser. A vida humana se confunde, em suas origens,  com as manifestações artísticas: os primeiros  registros que se tem de vida inteligente sobre a terra são justamente as manifestações artísticas do homem primitivo.”

Ana Mae Barbosa

Carolina Tulha

(Re)Viver a Arte

sinto-me: quentinha :)

publicado por domusperfectus às 09:42
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

(Re)conhecer os Narcóticos-estatísticas

Podemos ver aqui dados pesquisados e obtidos do inquérito que realizámos. No primeiro gráfico a quantidade de jovens que tiveram a sua primeira relação sexual sob o efeito de drogas. No segundo gráfico a percentagem de jovens que já tiveram um contacto com um toxicodependente. No terceiro gráfico vemos por fim a quatidade de jovens que já bebeu álcool até aos 16 anos, abaixo da idade permitida.

 

Postaremos mais informação neste site.

 

Cumprimentos, Filipe Monteiro

sinto-me: Cheio de trabalho

publicado por domusperfectus às 19:45
link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Abril de 2008

(Re)conhecer os Narcóticos

Olá! Viemos informar que já visitámos instituições como o CAT (Centro de Atendimento ao Toxicodependente), o IDT (Instituto da Droga e Toxicodependência) e a Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto.

 

Brevemente iremos expor os dados do inquérito que realizámos a alunos da nossa escola.

 

Obrigado!

Filipe Monteiro

 

Se pretenderem visitar os sites destas instituições, aqui estão os links:

 

www.idt.pt

www.ff.up.pt

 


publicado por domusperfectus às 15:41
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Centro Educativos Promotores de Arte

 

 

 CASA DA MÚSICA

"Há alguns edifícios que oferecem uma continuidade, mas este tem esta espécie de elementos autónomos  e abruptos, que se ligam através de um espaço fluido. Assim, vejo-o como uma espécie de ensaio acerca de autonomia e fluidez, separação e ligação. Para mim, é importante que os elementos fixos estejam rodeados por uma experiência muito mais fluida."
Rem Koolhaas  in Publico

 

 

Imaginada para assinalar o ano de 2001, em que a cidade do Porto foi Capital Europeia da Cultura, a Casa da Música é o primeiro edifício construído em Portugal exclusivamente dedicado à Música, seja no domínio da apresentação e fruição pública, seja no campo da formação artística e da criação.

O projecto foi definido em 1999, como resultado de um concurso internacional de arquitectura que escolheu a solução apresentada pelo gabinete de Rem Koolhaas - Office for Metropolitan Architecture. As escavações iniciaram-se ainda em 1999, no espaço da antiga Remise dos eléctricos do Porto na Rotunda da Boavista, e a Casa da Música foi inaugurada na Primavera de 2005, no dia 15 de Abril.

Concebida para ser a casa de todas as músicas, integra-se no processo de renovação urbana da cidade e numa rede de equipamentos culturais à escala metropolitana e mundial. Acolhe um projecto cultural inovador e abrangente e que assume a dinamização do meio musical nacional e internacional, nas mais variadas áreas, da clássica ao jazz, do fado à electrónica, da grande produção internacional aos projectos mais experimentais.

Para além de concertos, recitais e performances, a Casa da Música promove encontros de músicos e musicólogos, investindo na procura das origens da música portuguesa e apostando no seu papel de elemento nuclear na educação musical. Define-se também enquanto plataforma cultural aberta a cruzamentos entre a música e outras áreas de criação artística e de conhecimento, um espaço aberto a todos os públicos e a todos os criadores.

 

 

SERVIÇO EDUCATIVO

Nascer para a música


Primeiros Sons - wokshops para bebés e crianças em idade pré-escolar

Uns acabaram de nascer, outros estão quase a entrar para a escola. Acompanhados por pais, avós ou educadores, bebés e crianças até aos 5 anos vivem experiências musicais únicas e importantes para o seu desenvolvimento. Na Casa da Música, o estímulo à aprendizagem tem laços de ternura.


Curiosos, atentos a tudo ao seu redor, os bebés absorvem conhecimentos a um ritmo espantoso. Desvalorizar as suas capacidades de assimilação da realidade é comprometer o seu desenvolvimento. E uma das melhores formas de os estimular é, sem dúvida, através música - da lógica de raciocínio à transmissão de afectos, tudo o que é bom passa por aqui. Os workshops Primeiros Sons vão ao encontro dos adultos atentos às necessidades das crianças e que desde os primeiros tempos desejam dotá-las dos instrumentos que potenciam o seu desenvolvimento saudável e integral.

 

Os workshops são conduzidos por três grupos de formadores, o que garante a renovação regular das actividades propostas. Existe ainda o cuidado em preparar programas distintos e ajustados a três grupos etários diferenciados: 0-18 meses, 18 meses-3 anos e 3-5 anos.
Além de uma oferta rica, variada e contrastante de propostas musicais, Primeiros Sons tem a particularidade de possibilitar o encontro de gerações e proporcionar momentos únicos em família, já que cada bebé ou criança pode ser acompanhado por dois adultos.

 

O Corpo Faz o Som


Instrumento virtual electrónico, o Sound=Space transforma em sons todos os movimentos do corpo. Através desta aplicação tecnológica computorizada, move-se, flui-se e ouve-se. É uma das mais gratificantes experiências à disposição na Casa da Música, com excelentes resultados ao nível da arte, da educação e da terapia.

Que sons faz o corpo ao mover-se? A pergunta, estranha, ganha todo o sentido quando se fala do Sound=Space, uma das aplicações mais interessantes da tecnologia informática no campo da música e comunicação. E o que poderá parecer um bicho de sete cabeças, para quem nunca experimentou, é afinal tão simples como abrir os braços, dar um salto ou levantar uma perna: cada movimento é traduzido em sons.
Dois simples passos podem despertar um piano, como se o chão tivesse teclas invisíveis; uma corrida pode abraçar vários instrumentos; um aceno pode fazer os sinos tocar. Tudo depende das ordens dadas a um computador formatado para aceder a todas as vontades, capaz de produzir diferentes estilos musicais e uma variedade infinita de sons, bruscos e intensos ou leves e sussurrantes.

 

Contar a Cantar

1, 2, 3... vamos contar outra vez! Ou cantar? É fácil de resolver: contamos, cantamos, divertimo-nos e aprendemos!

Uma grande brincadeira entre amigos de palmo e meio, "Contar a Cantar" compreende várias actividades de iniciação à música que permitem conhecer os números. De 1 a 8, vão saltar as cantigas e contar-se as notas musicais.

Contagiadas pela boa disposição, as crianças soltam a voz e o corpo, ao mesmo tempo que aprendem pequenos padrões rítmicos que se misturam com contar, agrupar, ordenar ou manipular formas geométricas.

Canção a canção, o mundo dos números vai fazer sentido. E só se perde a conta às gargalhadas!

Clip... e descobre a música


Quem quer gravar um videoclip? O desafio é lançado a grupos de crianças que têm de superar várias etapas de um jogo para conquistarem o prémio. Com muita diversão à mistura, desenvolvem diferentes actividades e ficam a conhecer obras musicais e compositores.

 

 

 

 

 

 

Contactos
Tel. 220 120 214 | Fax 220 120 298

Email: info@casadamusica.com

Obrigado pela atenção

(Re)Viver a Arte

  • Carolina Tulha
sinto-me:

publicado por domusperfectus às 10:04
link do post | comentar | favorito

Centros Educativos Promotores de Arte

 

  • FUNDAÇÃO DE SERRALVES

 

A Fundação de Serralves é uma instituição cultural de âmbito europeu ao serviço da comunidade nacional, que tem como missão sensibilizar o público para a arte contemporânea e o ambiente, através do Museu de Arte Contemporânea como centro pluridisciplinar, do Parque como património natural vocacionado para a educação e animação ambientais e do Auditório como centro de reflexão e debate sobre a sociedade contemporânea.

 

OFICINAS TEMÁTICAS - ARTE

15 Out 2007 - 20 Jun 2008

  • Através do contacto com diferentes modalidades expressivas pretende-se estimular novos olhares em torno da arte, da paisagem, do corpo e dos espaços, com base em abordagens interdisciplinares.

Funcionamento: de 2ª a 6ª feira (duração 2h)

 

 

Jogos de música

·                            Esta oficina apela à criatividade através de jogos que envolvem a expressão corporal e a música: faz-se o (re)conhecimento do corpo e dos seu(s) tempo(s) e, a partir do movimento, os participantes constroem frases musicais e coreográficas.

Orientação: Miguel Cabral, Ricardo Barbosa
Público alvo: ensino básico; neces. educativas especiais
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

Ao sabor dos sons

·                            O som, o desenho e o movimento do corpo conjugam-se nesta oficina. Apresentam-se diferentes sonoridades que são interpretadas ao sabor de quem as ouve, através de jogos de expressão corporal e de representações gráficas.

Orientação: Pedro Magalhães
Público alvo: ensino básico; neces. educativas especiais
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

Dança Criativa

·                            Com jogos de improvisação, vamos usar o movimento natural do corpo como matéria para explorar noções de tempo, espaço, ritmo e som, que estimulam a percepção, a capacidade de expressão e o trabalho em grupo.

Orientação: Claúdia Regado, Manuel Marques
Público alvo: pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico; neces. educativas especiais
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

 

Pinturas e espessuras

·                            Com diferentes espessuras de pincéis, tintas e configurações de papel, esta visita-oficina desperta a curiosidade em torno do “fazer” e o gosto pela descoberta de materiais e técnicas artísticas, cruzando desenho, pintura e colagem.

Orientação: José Maia
Público alvo: pré-escolar e ensino básico (1º e 2º ciclo); neces. educativas especiais
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

Livros de artista

·                            Tendo como ponto de partida uma visita à biblioteca do Museu para conhecer livros de artista da Colecção da Fundação Serralves, vamos elaborar um pequeno livro que conjuga, de forma criativa, textos, desenhos e colagens realizados pelos participantes desta oficina.

Orientação: Sónia Borges
Público alvo: ensino básico (2º e 3º ciclo) do e ensino secundário
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

Esculturas no Parque

·                            Esta oficina propõe uma visita às esculturas no Parque de Serralves, envolvendo observação, interpretação e debate. A partir daí, concebe-se um projecto para uma intervenção no exterior, relacionando elementos da natureza e objectos do quotidiano.

Orientação: Sónia Borges, José Maia
Público alvo: ensino básico (2º e 3º ciclo) e ensino secundário
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

Uma História na Mão

·                            A partir de uma história que vamos contar, esboçamos e iniciamos a construção de um teatro portátil, com personagens e adereços feitos com materiais reciclados. Este teatro poderá ser completado na escola.

Orientação: Cláudia Mel, Manuel Marques
Público alvo: ensino básico (1º e 2º ciclo)
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

 

Aulas no Museu

·                            Em articulação com o programa de Educação Visual e Tecnológica do 2º ciclo, exploram-se conceitos e processos de trabalho numa aproximação dinâmica e criativa à arte contemporânea: contextualização; percursos no Museu e no Parque; jogos de apreensão de conteúdos; diálogo e partilha de interpretações e experiências. Cada sessão tem uma caixa de materiais de apoio, que constitui uma ferramenta de trabalho para explorar e aprofundar as temáticas abordadas.

Concepção: Elvira Leite, José Rosinhas, Mariana Brandão, Rita Martins, Sofia Victorino
Orientação: Cristina Alves, Mariana Brandão, Rita Martins, Sónia Borges
Público alvo: ensino básico (2º ciclo)
Funcionamento: 3 aulas por ano, uma por período lectivo
Acesso: 1,50 por participante (por aula); inscrição prévia no início do ano lectivo.

INSCRIÇÕES
As aulas têm a duração de 2 horas e realizam-se de 3ª a 6ª feira, entre as 10h00 e as 18h00, em horário a acordar com o professor. Cada professor deve informar o Serviço Educativo acerca das datas e horários pretendidos, assinalando na ficha de inscrição três opções, por ordem de preferência, para cada aula. As inscrições serão aceites por ordem de chegada. É possível inscrever mais de uma turma por escola (a aceitação da inscrição está sujeita às vagas existentes).

FICHAS DE INSCRIÇÃO -As fichas de inscrição deverão ser remetidas ao Serviço Educativo, devidamente preenchidas, ao cuidado de Carla Almeida (para os programas no Parque de Serralves) ou Cristina Lapa (para o programa Aulas no Museu). Posteriormente o professor receberá um ofício a confirmar as respectivas datas de participação na actividade.

Recriar o Museu

·                            Através de um conjunto de jogos e exercícios práticos de exploração do Museu de Serralves, projectado por Álvaro Siza, pretende-se familiarizar os participantes com o processo criativo do arquitecto. De um modo dinâmico, abordam-se noções fundamentais em arquitectura, para uma melhor compreensão e interpretação dos espaços.

Orientação: Inês Caetano, Matilde Seabra
Público alvo: ensino básico e secundário
Acesso: 1,50 euros por participante; inscrição prévia.

 

 

 

 

 

O SABOR DO CINEMA - Momento XIII

 

29 Jan - 06 Mai 2008 - AUDITÓRIO

 

A programação do Ciclo O SABOR DO CINEMA - que pelo sétimo ano consecutivo se propõe chamar e cativar novos públicos para o Cinema - obedece ao duplo imperativo de reflectir sobre a função/ o funcionamento das imagens - em consonância com o quadro temático que anima este ano o trabalho do Serviço Educativo - e de estudar a transformação do olhar sobre os objectos em olhar objectivado - numa tentativa de agarrar a imperdível oportunidade de estabelecer um diálogo com a exposição de Robert Rauschenberg, patente no Museu de Serralves até 30 de Março de 2008.

 

PÚBLICO-ALVO
Dirigido ao público infantil e juvenil (crianças a partir dos dez anos de idade), este ciclo de projecções é antecedido de uma apresentação propiciadora de pistas de leitura que procura estimular a atenção a certos aspectos formais ou temáticos dos filmes. No final de cada sessão, haverá sempre um espaço de debate em que os "filmes que nos falam" passam a ser os "filmes de que falamos".
Duração das sessões:
3 horas

Programação: Os Filhos de Lumière

Entrada Gratuita

 

  • Visita Virtual (http://www.serralves.pt/visitavirtual/pt/flashscript.php)

Bom Fim de Semana;

 

(Re)Viver a Arte

 

Carolina Tulha

sinto-me: Com Sono :P

publicado por domusperfectus às 10:00
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

(Re) Encontro de Gerações

Olá a todos!

 


Neste momento estamos com muito trabalho em mãos:

  • Preparação de um poster A0
  • Preparação de um relatorio sobre o trabalho final
  • varias apresentações à comunidade
  • Preparação de uma actividade ludica com crianças e idosos
  • E dois possiveis rastreios aos idosos.

 

Cumprimentos,

Ana Carvalho e André Moreira.

 

 

 


publicado por domusperfectus às 11:27
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11

21
22
23

26
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. POSTER PARA A FINAL DO cc...

. (Re)Conhecer os Narcótico...

. (Re) Encontro de Gerações

. (Re)Encontro de Gerações

. (Re) Encontro de Gerações

. Desenho-criança

. Tipos de Drogas

. Entrevista na Polícia

. Linhas de Ajuda - (Re)Con...

. Portugal-um dos países co...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds