Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Desenho-criança


A Evolução do Desenho na Criança

 

Desde muito cedo, por volta dos 18/24 meses, a criança experimento mais do que aquilo que exprime. Quanto mais a criança cresce mais o desenho toma a forma de um jogo para ela.  Os traços orientão-se vão ganhando forma e assim vai-se exprimindo através dele.

     O Desenho representa em parte o consciente e mais importante, o inconsciente, logo a criança transpõe para a folha o seu estado de alma e de espírito sem dar conta. A criança não deve ser pressionada para desenhar, pois, esta deve faze-lo por pura prazer e não para agradar aos outros.

 


DOS DEZOITO MESES AOS DOIS ANOS :

 

    A criança adora fazer "rabiscos" especialmente com grandes formas e sem coordenação.

 

DOS DOIS AOS TRÊS ANOS:


      A criança passa a querer experimentar novos materiais, o feltro, o guach, os lápis de cor ou de cera. Aqui inicia-se a fase em que experimenta mais do que aquilo que se vai exprimindo. Começa a ganhar mais coordenação e segura com firmeza nos materiais.


DOS TRÊS AOS QUATRO ANOS:


    A criança já se exprime atraves do desenho e, sem querer, dá-nos a informação sobre aquilo em que está a pensar.


DOS QUATRO AOS CINCO ANOS:


    A criança passa a percepcionar as cores em função daquilo que a realidade lhe transmite, ou seja passa a associar o verde à relva, o amarelo ao sol e por aí fora...

 

 

 

 

Carolina Tulha

 

 

Texto retirado do livro : "Como interpretar os desenhos das crianças" de Nicole Bédard

 

sinto-me: um caixote.

publicado por domusperfectus às 23:26
link do post | comentar | favorito

Tipos de Drogas

Existem três tipos de drogas: as depressoras, as estimulantes e as psicadélicas.
As drogas depressoras são consideradas as mais perigosas e geralmente as que causam grande dependência física. Temos o exemplo da heroína e o álcool.


 

As drogas estimulantes têm em comum o facto de acelerarem o funcionamento do sistema nervoso central, reduzirem o apetite e tirarem o sono a quem as consome. São as anfetaminas, o ecstasy, a cocaína e a nicotina.
 

                 

 

Por último, as drogas psicadélicas confundem as mensagens que os sentidos enviam ao cérebro, alterando, assim, a percepção da realidade. Os objectos ficam distorcidos e as cores mais brilhantes. São disto exemplo a cannabis, o LSD e o nitrato de amyl/butyl, vendida em líquido, geralmente, numa garrafa pequena. Os seus vapores são inalados e provocam uma agitação no utilizador que os leva a um estado de euforia passageira.



 

Devemos então compreender que nêm todas as drogas têm o mesmo efeito, ou o mesmo nível de letalidade. Nem todas têm efeitos terríveis ou potencialmente perigosos. Devemos contudo compreender que qualquer droga pode provocar dependência e por pequenos que os efeitos sejam, a longo prazo podem causar danos irreversíveis.

Bom resto de semana, Filipe Monteiro

       

 

sinto-me:

publicado por domusperfectus às 13:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11

21
22
23

26
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. POSTER PARA A FINAL DO cc...

. (Re)Conhecer os Narcótico...

. (Re) Encontro de Gerações

. (Re)Encontro de Gerações

. (Re) Encontro de Gerações

. Desenho-criança

. Tipos de Drogas

. Entrevista na Polícia

. Linhas de Ajuda - (Re)Con...

. Portugal-um dos países co...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds